Tochas_Clown

Um malabarista entra num palco onde vai apresentar o seu espectáculo de circo. Devido ao contacto com o público a sua relação com o malabarismo altera-se. Neste momento os seus sentimentos tomam conta da situação, apaixona-se, zanga-se, fica contente, fica triste, esquecendo-se por vezes que está ali para fazer malabarismo. Começa a utilizar as imagens que cria com balões e outros adereços para mostrar o que sente.

Partindo deste conceito, o actor desenvolve um trabalho de teatro físico que vai para além da representação entrando no campo do entertainer. Aplicando a técnica de clown, o actor reinventa a sua relação com o que o rodeia, onde o público é convidado a participar. Partindo dos adereços tradicionais do malabarismo, ele vai acrescentando objectos do dia a dia e balões, permitindo assim uma performance dinâmica e variada, que vai ao encontro do imaginário de todos nós.

“O Palhaço Escultor” é um trabalho interdisciplinar onde se procura comunicar através de imagens e linguagem não verbal, onde se utiliza o teatro físico e de rua, o circo e as esculturas com balões e onde se pode notar a influência e o ambiente do cinema mudo.

Prémios internacionais:

Winner of best act at Landshuts 2. Internationales StadtSpektakel 2008 (Germany)

Winner of the Adelaide International Buskers Festival 2006 (Australia)

Winner of “Best Hair” award The 19th Halifax International Busker Festival (Canada)

Winner of “Streets of fools” award “The Biggest Fool 2003” (Norway)

Second place in the International Busking Competition Killarney SummerFest 2003 (Ireland)

Vídeo:

 

Interpretação: Pedro Tochas

Música: Gustavo Teixeira

Fotografia: Raquel Viegas

CONDIÇÕES TÉCNICAS
Duração do espectáculo: 45/55 minutos
Tempo de montagem: não tem
Tempo de desmontagem: não tem

Condições do espaço:
Dimensões mínimas da área de representação: 6m x 4m
Palco com acesso ao público
Aparelhagem sonora

NOTA: Espectáculo de rua ou de palco.